Pesquisa revela que 59% das empresas já sofreram algum tipo de ciberataque

O avanço tecnológico já se tonou uma realidade em todos os setores de negócios em nível mundial.

Quando falamos em tecnologia não podemos deixar de citar  globalização, que acelerou e muito para que essa verdadeira revolução se tornasse uma realidade.

Juntamente com essa nova realidade alguns grandes desafios tem impulsionado muitas corporações a se readequarem para se manter em alto nível de competitividade.

Termos como metodologia Ágil, Mindset Digital entre outros têm sido implementados dentro de seus processos internos.

Por outro lado as soluções tecnológicas transformaram e vem transformando não só o mundo dos negócios, mas também como vivemos.
E juntamente com essas soluções, descobrimos também alguns fatores que podem oferecer riscos para o bom funcionamento dessas tecnologias.

Um deles são os ataques hackers, que tiveram um aumento significativo nos últimos anos, sendo ainda mais acentuado ao longo da pandemia.

Com isso o aumento no chamado resgate de dados também aumentou, já que alguns ataques como Ransomware e o Phishing exigem o pagamento em criptomoedas para liberar os dados.

Estatisticamente as empresas são as maiores vitimas desses ciberataques, já que os hackers podem cobrar valores maiores dessas instituições.

Pesquisas realizadas por empresas especializadas em cibersegurança revelam que mais da metade das empresas já sofreram algum tipo de ciberataque.

E os resgates dos dados variam desde R$ 10.000 até R$ 400.000.
Todos pagos em criptomoedas.

Frente a esse cenário mais de 76% das empresas pesquisadas, hoje enxergam o investimento em cibersegurança como primordial para suas operações. E esse número tende a crescer ainda mais.

Pesquisa revela ainda mais Riscos

Uma das pesquisas realizada pela AX4B, consultoria com especialização em Segurança da Informação, revela dados ainda mais alarmantes.

A pesquisa que envolveu mais de 20.480 empresas de todo o Brasil revela que mais de 64% não possui nenhum tipo de proteção.

Nem mesmo proteções primárias como antivírus eram utilizadas, tornando ainda mais evidente a vulnerabilidade da maioria das empresas quando falamos em cibersegurança.

Outro dado importante traz uma informação relevante quanto aos seus backups.

Das empresas entrevistadas, 53% afirmaram que não possuem solução de backup em nuvem.

Que é uma solução de alta segurança e eficiência, pois transformam as informações relevantes relacionadas aos negócios muito mais seguras.

Quais são as estimativas futuras?

Uma boa noticia apesar dos dados alarmantes, é que muitas empresas já começaram a voltar suas atenções e recursos para a cibersegurança.

A estimativa mostrou que o futuro das organizações tende a ser muito mais seguro e precavido.

Mais de 76% dos entrevistados quando perguntados se pretendem investir em curto prazo para a segurança cibernética em suas empresas responderam que sim.

Frente a essa demanda a Vess Soluções fornece inúmeras ferramentas em cibersegurança.

Somos especialistas em Tecnologia da Informação e comunicação corporativa com alto nível de segurança.

Sempre ajudando nossos clientes a estar um passo a frente quando o assunto é tecnologia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.